Just another WordPress.com site

Estou há muitos anos nos bastidores da política, no lho do furacão.

Conheço muito bem como é que pensam os caciques da política brasileira.

Ficam a espreita esperando a melhor oportunidade para darem seu golpe fatal.

Os piores caciques, os mais espertos estão nos grandes partidos e agem como o “malandro pulga”, só esperando a vítima na cama.

Não fazem a lição de casa não correm atrás de novos filiados. Esperam o momento certo para formarem os famosos chapões.

Atualmente o  sistema político brasileiro admite coligações nas eleições proporcionais de vereadores e deputados. Vários partidos se unem em torno de uma chapa única.

Os maiores partidos da atualidade que dominam o cenário nacional há anos não tem  candidatos filiados suficientes dispostos a concorrerem dentro de suas agremiações. É quando recorrem as composições, alianças, chapas com um pouco de candidatos de cada partido.

As velhas raposas de belas caldas, caciques experientes, poderosos com muito dinheiro donos destes  partidos(geralmente já eleitos com mandatos) articulam as composições.

Debruçam-se em números e fazem as contas. Na eleição passada nós coligamos com estes partidos e fizemos tantos deputados e vereadores.É a conta de sempre. Aqui não tem bobo.

São profissionais, alguns com décadas no poder. Tem mandato, tem a máquina na mão, estrutura  e empregados pagos com o dinheiro público, realizando caridades, esquecem que a sua função é apenas legislar e fiscalizar o executivo. Voto antecipado conquistado com benesses assistenciais. Saem com uma enorme vantagem.

Discute-se neste momento a forma de se realizar a tal Reforma Política que está há anos parada no Congresso Nacional. Bota anos nisto.

Para quem esta mamando não interessa mudanças.Está dando certo até agora, porque mudar.

A cada eleição reelegem-se 60 a 70 % sempre. Por conta deste cenário insano e viciado.

O Brasil não pode continuar sob o domínio da classe política por mais uma eleição.

Estão tentando ganhar tempo, arrefecer os ânimos das ruas e contar com o esquecimento do eleitor que já não aguenta mais.

Pressão, mais e mais todos os dias no Brasil todo e exigir-se a Reforma Política já, para as eleições de 2014.

A receita da pressão das ruas já provou que funciona.

O Congresso Nacional aprovou várias mudanças há anos engavetadas, em 24 horas.

Não nos iludamos não existe democracia sem partidos políticos.

São necessários para legitimar e expressar  a vontade popular.

Se a boa proposta apresentada pelas entidades que criaram o Ficha Limpa vingar para as próximas  eleições de 2014 ela terá dois turnos para eleições proporcionais vereadores e deputados.

Porém deve-se mudar a participação do tempo de TV que hora existe.

Os atuais partidos os que mamam há anos terão maior tempo de rádio e tv.

Hoje o tempo é proporcional a bancada federal eleita em 2010. No velho e viciado sistema.

O novo modelo proposto deve vir com divisão igualitária de tempo para todos os partidos existem e devidamente registrados no TSE sob pena de inviabilizarem os pequenos e novos partidos.

Muita atenção Brasil.

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: