Just another WordPress.com site

PMC

principal

Uma área com mais de um milhão de metros quadrados na Cidade Industrial (CIC) está em fase final de regularização pela Curitiba S/A, empresa que presta serviços dessa natureza para a Prefeitura. Com a conclusão desse processo, já passa de 2 milhões de metros quadrados o total de áreas regularizadas na CIC este ano, colocando fim a um longo tempo de espera dos proprietários pela documentação definitiva dos lotes.

A área totaliza 1.095.444,67 de metros quadrados, divididos em 59 lotes de seis bolsões, denominados Auto Augusta 2, Baggio, Parque I, Ricardo Burguel, Oswaldo Schimidt e Sítio Cercado. O processo de regularização chegou à etapa final e a documentação está sendo enviada ao Cartório de Registro de Imóveis. Assim que os registros forem lavrados e liberados, os proprietários serão oficialmente informados e convidados a receber os títulos de propriedade.

“Em seis meses, já regularizamos o dobro da meta contratual anual, que é de 1,1 milhão de metros quadrados entre abril deste ano e abril de 2014”, afirma a diretora-presidente da Curitiba S/A, Clarice Tanaka. Segundo ela, o total regularizado no período deverá passar de 3 milhões de metros quadrados.

A área em regularização abriga principalmente empresas, mas em dois bolsões, Auto Augusta 2 e Ricardo Burguel, há lotes ocupados por residências. Esses lotes serão repassados à Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para que formalize o loteamento, ou a subdivisão de cada lote, e repasse as escrituras de propriedade aos moradores.

Dos seis bolsões regularizados, três – Alto Augusta, Baggio e Sítio Cercado – compõem a meta atual. Os outros três faziam parte da meta de anos anteriores, que não foram cumpridas. “Estamos fazendo um esforço concentrado para regularizar o maior volume de área possível”, disse Clarice.

Segundo ela, os documentos dos Bolsões Alto Augusta 2, Baggio e Sítio Cercado já estão em cartório para gerar as devidas matrículas atualizadas. O Bolsão Parque I está em fase de elaboração da escritura pública amigável. Em relação ao Bolsão Oswaldo Schimidt, estão sendo preparados os memoriais descritivos para que possa ser providenciada a escritura de divisão amigável. O Bolsão Ricardo Burguel aguarda a liberação das plantas para iniciar o registro.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: