Just another WordPress.com site

Correio do Litoral

Seis dos sete municípios do Litoral aderiram ao programa Mais Médicos do governo federal, apenas Paranaguá decidiu não participar. 

Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná, Antonina, Morretes e Guaraqueçaba se inscreveram para receber, no total, 26 médicos. Com a recusa de Paranaguá, o Litoral praticamente igual o índice de adesão do Paraná (72%) na primeira etapa do programa que terminou no dia 31 de julho. A segunda etapa de adesão começa no dia 15 de agosto.
Recusa
O prefeito de Paranaguá, Edison Kersten, que é médico, disse não fez inscrição no programa porque os médicos deste programa serão chamados para o Programa Saúde da Família. “Paranaguá tem médicos suficientes nesta área e já há perspectivas de liberação de novas equipes. Mas o que Paranaguá precisa é de plantonistas e não é este tipo de médico que este programa irá fornecer”, explicou Kersten, na entrevista coletiva da quinta-feira (25), segundo o Blog da Luciane.
Pacto pela Saúde
O Programa Mais Médicos faz parte do pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) proposto pela presidente Dilma Roussef. Os médicos do programa receberão bolsa federal de R$ 10 mil, paga pelo Ministério da Saúde, mais ajuda de custo, e farão especialização em Atenção Básica durante os três anos do programa.
O Governo Federal está investindo, até 2014, R$ 15 bilhões na expansão e na melhora da rede pública de saúde de todo o Brasil. Deste montante, R$ 7,4 bilhões já estão contratados para construção de 818 hospitais, 601 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h) e de 16 mil unidades básicas. Outros R$ 5,5 bilhões serão usados na construção, reforma e ampliação de unidades básicas e UPAs, além de R$ 2 bilhões para 14 hospitais universitários.
Somente no Paraná, já foram investidos R$ 149,3 milhões para obras em 1.024 unidades de saúde e R$ 17,8 milhões para compra de equipamentos para 334 unidades. Também foram aplicados R$ 70,8 milhões para construção de 41 UPAs e R$ 28,5 milhões para reforma/construção de 49 hospitais. 
Paraná
Dos 399 municípios paranaenses, 286 aderiram ao programa Mais Médicos do governo federal solicitando a contratação de médicos para atuar nas unidades básicas de saúdes dos municípios. Esse número representa 72% dos municípios do estado. A média de adesão no Paraná foi maior que a nacional (63%), conforme dados do governo federal. Dos municípios inscritos, 37 são considerados prioritários.
No total, estes municípios inscritos solicitaram ao programa 1.040 médicos. A região paranaense que mais solicitou profissionais de medicina foi a região Norte. Ao todo, foram solicitados 213 profissionais por 58 municípios, destes sete são considerados prioritários pelo governo federal. Na Região Metropolitana de Curitiba, 15 municípios são considerados prioritários. É a região com maior número de prefeituras inscritas consideradas prioritárias.
Brasil
Em todo o Brasil, no primeiro mês, 3.511 municípios solicitaram a inscrição no programa. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 92% das prefeituras consideradas prioritárias para o programa em todo o país realizaram o cadastro. O total de municípios cadastrados apresentou uma demanda de 15.460 médicos para atuarem na atenção básica.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: