Just another WordPress.com site

Jornal do Brasil

Diante de muita expectativa, a ex-senadora Marina Silva resolveu adiar para este sábado a decisão sobre o seu futuro político, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter negado o registro da Rede Sustentabilidade.

Marina disse que passou a noite em negociações com seus seguidores, mas não chegou a um acordo. “Eu penso em tomar a decisão que seja a melhor contribuição para a renovação da política. É isso que eu penso”.

A ex-senadora lembrou que a Rede Sustentabilidade já é um partido, mesmo sem o registro concedido pelo TSE. “Não é um projeto de poder pelo poder, mas um projeto de país. Temos que ter responsabilidade sobre a decisão a ser tomada”, acrescentou.

Marina Silva lembrou de situações complexas durante a sua vida, como a morte de sua mãe e a saída do PT. “A terceira situação complexa é sobre a decisão que terei que tomar até amanhã”, disse, referindo-se ao prazo de filiação partidária que vence neste sábado.

Três partidos já formalizaram convite para que Marina Silva concorra ao cargo de presidente da República nas eleições de 2014. O PPS a convidou nesta sexta-feira po meio do seu presidente nacional, o deputado federal Roberto Freire, através do Twitter. “Solidário reafirmo convite do PPS para que junto com a Rede se integre conosco para ser candidata e disputar 2014!”, escreveu Freire em seu perfil na rede social, citando a ex-senadora.

Em nota divulgada no site do PPS, Freire afirma que a participação de Marina nas eleições em 2014 é fundamental. “Quando ela (Marina) resolveu criar a Rede, o PPS ajudou. Eu mesmo fui um dos signatários do apoio à criação do partido. Achamos que Marina expressa o desejo da cidadania. É importante para a sociedade brasileira termos um candidato com a expressão que ela tem”, afirmou o presidente do partido.

De acordo com o deputado federal Walter Feldman (ex-PSDB-SP), um dos principais articuladores da Rede Sustentabilidade, Marina recebeu ofertas de pelo menos sete partidos nas últimas 24 horas. O parlamentar, porém, não informou quais foram as legendas que convidaram a ex-senadora.

Nesta sexta-feira, o secretário-geral do PTB, o deputado estadual paulista Campos Machado, também formalizou um convite da legenda a Marina. Campos conversou com Feldman, que repassará a proposta de filiação à ex-senadora nesta sexta-feira.

Além do PPS e PTB, o PEN já havia se manifestado anteriormente sobre a filiação de Marina Silva. Desde sua fundação, em 2012, o partido tem a ex-senadora como um alvo para a disputa da Presidência em 2014. O presidente nacional da sigla, Adilson Barroso, afirmou que, além da candidatura ao Planalto, daria também o comando da legenda a Marina.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: