Just another WordPress.com site

Uol/Folha SP

O secretário de Transportes de Pernambuco, Isaltino Nascimento, deixou o PT e se filiou ao PSB na tarde desta sexta-feira (4), no Recife.

A cerimônia ocorreu sem alarde, na sede do partido, e contou também com a filiação do ex-deputado federal Maurício Rands, que deixou o PT após ser preterido pelo partido da disputa pela Prefeitura do Recife, no ano passado.

Rands é primo da primeira-dama, Renata Campos, estava na República do Chade (África) a trabalho. Recebeu do governador de Pernambuco e presidenciável Eduardo Campos o convite para voltar ao Recife e ingressar no PSB depois de quase um ano e meio fora do Brasil.

A migração dos dois já era dada como certa tanto no governo como na oposição. Por serem petistas, mas já terem afinidades com o partido presidido por Campos, Nascimento e Rands eram apelidados de “queijo do reino”: vermelhos por fora, mas amarelos por dentro.

Com a mudança, o PT tem agora apenas uma secretaria no governo Campos, a de Cultura. Especula-se que na semana que vem o partido possa entregar o cargo, apesar de oficialmente ainda estar discutindo o tema.

O presidente do PT em Pernambuco, deputado federal Pedro Eugênio, disse ter sido pego de surpresa com a atitude de Isaltino Nascimento, pois o agora pessebista, segundo ele, nunca havia demonstrado insatisfação com o partido e sempre havia negado a intenção de mudar de sigla.

Para Eugênio, o governador tenta enfraquecer ainda mais o partido no Estado. “Temos notícias de várias abordagens a parlamentares e políticos do partido. Configura uma postura bastante agressiva, algo que não é típico de aliado”, disse à Folha.

O presidente estadual do PT manteve a defesa da manutenção da base de apoio à presidente Dilma Rousseff, mas reconheceu que o cenário agora é diferente.

“Esses últimos fatos vão se somando e tornando as coisas mais difíceis”, afirmou.

Entre subir no mesmo palanque que o PSB em Pernambuco, lançar candidatura própria e aliar-se à provável candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB-PE) ao governo do Estado, Pedro Eugênio deixou claro que as duas últimas opções são as mais fortes.

“As atitudes que o PSB vem tomando são atitudes de quem não quer o apoio do PT em Pernambuco”, disse Eugênio. “Temos quadros para disputar com candidatura própria e temos boa relação com o PTB”, afirmou.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: