Just another WordPress.com site

Jornal do Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Saúde Alexandre Padilha, pré-candidato do PT ao governo de São Paulo afirmaram, neste domingo, durante o Processo de Eleição Direta (PED) do partido, que as prioridades da legenda para 2014 são a reeleição da presidente Dilma Rousseff e a candidatura de Padilha no estado paulista. Para eles, o presidente do PT, que deve ser novamente Rui Falcão, dará continuidade a esse processo.

O processo eleitoral deste domingo no PT vai decidir quem serão os dirigentes do partido nos próximos quatro anos. No PT nacional, além do atual presidente Rui Falcão, a disputa terá Markus Sokol, Paulo Teixeira, Renato Simões, Serge Goulart e Valter Pomar. Para conseguir o cargo, o candidato precisa ter mais de 50% dos votos.

“O desafio dos próximos dirigentes do PT, além de reorganizar o partido e renovar o partido, precisamos de um discurso para juventude. A eleição de 2014 é histórica para o PT. Temos condições de vencer em muitos lugares importantes. O mais importante depois da presidente Dilma é São Paulo”, disse Lula, que foi a São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, participar da votação no PED.

O ex-presidente falou ainda da importância das eleições internas do partido. “Isso mostra a força do PT e serve para garantir que o partido tenha uma liderança consolidada e comprometida com o governo Dilma e com uma vontade política de eleger o governo de SP. O Estado merece uma oportunidade de ter um governo do PT para provar que São Paulo pode ser muito melhor”, completou.

O ministro Padilha, que também participou do evento no ABC Paulista, concordou com o ex-presidente Lula. Apesar de deixar claro que não era um discurso de candidato, ele afirmou estar confiante para vencer o tucano Geraldo Alckmin, que deve tentar a reeleição no Estado de São Paulo.

“O grande desafio em 2014 no Brasil e São Paulo é apresentar um projeto para continuar as mudanças que fazemos no País com a reeleição da presidente Dilma e apresentar um projeto com novas ideias para São Paulo. Estou muito confiante que o PT vai liderar no Estado de SP, junto com aliados, um projeto inovador para que aproveita ao máximo o potencial do povo paulista”, disse Padilha. “É discurso do PT, não de candidato. É nisso que acredito”, completou.

Dificuldades do governo no interior de SP

O PT sempre esbarra no conservadorismo do eleitorado paulista no interior do Estado. Porém, desta vez Padilha acha que as mudanças que aconteceram no Brasil e na capital São Paulo com o petista Fernando Haddad ajudarão a legenda nas cidades interioranas.

“Conheço muito o interior. Fiz contato com todos os prefeitos, estudei em Campinas. O PT avançou no interior e mudou. A presidente Dilma fez muito para o interior de SP com obras, investimentos em etanol, transporte, habitação, etc. Essa mudança vai nos ajudar a fazer um projeto para o todo o Estado”, disse o ministro.

Emídio de Souza, candidato a presidência estadual do partido, concorda com Padilha e acredita que a prova de que o cenário mudou é a eleição de Haddad à prefeitura da capital.

“São Paulo não é tão conservador, pois deu oportunidade duas vezes ao PT na capital (Marta Suplicy e Haddad). O que falta é um projeto alternativo que seduza as pessoas e vamos apresentar isso. Não é só um rosto, vamos mostrar ideias para SP com o velho coração do PT, mas com novas ideias para fazer SP avançar”, disse Emidio, que deve ser coordenador de campanha de Padilha caso vença as eleições deste domingo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: