Just another WordPress.com site

Claudio Humberto

Sob pressão do governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB-SP), a quem é intimamente ligado, o PPS de São Paulo pode colocar à prova o apoio ao presidenciável Eduardo Campos (PSB-PE) caso os socialistas lancem candidato ao governo paulista, como exigiu ex-senadora Marina Silva. Os 80 delegados do diretório paulista são considerados historicamente decisivos na convenção nacional.

O indicativo de apoio a Eduardo Campos foi aprovado, em 2013, com aval de Alckmin, por quase unanimidade dos delegados de São Paulo.

Alckmin só apoiou a iniciativa do PPS de se aliar ao PSB de olho em reunir em seu palanque Eduardo Campos e Aécio Neves (PSDB-MG).

Segundo o PSB paulista, dos 250 candidatos a deputado federal e estadual, 70 mudaram para o partido com a anuência de Alckmin.

Prefeitos do PSB de grandes capitais como São José do Rio Preto e Campinas já avisaram que não podem se opor à reeleição de Alckmin.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: