Just another WordPress.com site

Autor desconhecido
cavaleiros
Diz o ensinamento tolteca que o buscador do conhecimento encontra quatro inimigos na sua jornada de liberação, que são formas de maya ou ilusões-de-separatismo, atuando como assombrações capazes de serem relacionadas à provações das quatro iniciações humanas, a saber:

1. MEDO – É o temor de morrer para o velho e enfrentar o novo, o medo de perder a proteção do rebanho e rumar para coisas desconhecidas. Esta ilusão gera imobilidade e covardia ou produz ânsias por poderes psíquicos e o culto a prestidigitadores. É a ilusão da idolatria, que se começa a vencer pela devoção sincera.

2. CLAREZA – A sensação de que a nova visão de ideais representa a chegada aos mesmos, como quando alguém acha que o fetiche de verbalizar ou registrar algo tenha por si só algum poder transformador. Esta ilusão determina um narcisismo espiritual que impede uma relação criativa com as pessoas diferentes. É a ilusão da ideologia, que se começa a vencer pelo serviço sincero.

3. PODER – Na fase da iniciação, o buscador adquire conhecimento e carisma, tornando-se capaz de exercer certo grau de liderança, pelo qual pode pretender exercer alguma atividade social. Esta ilusão bloqueia a evolução, mantendo-o atado a compromissos que ele mesmo cria com suas idéias, sendo considerado o maior dos inimigos do homem de conhecimento, como quando desperta rivalidades malsãs capaz de desafiarem até a Deus mesmo. É a ilusão da ideação, que se começa a vencer pela vontade consagrada.

4. MORTE – Na derradeira etapa de evolução humana, o buscador conhece os limites da condição encarnada na velhice e ainda pode julgar incerta a eternidade, hesitando daí em dar o salto final no abismo que poderá lhe libertar, ante o único inimigo que o buscador não pode vencer de todo. Esta ilusão impede o Grande vôo da consciência ao gerar apego à vida terrena, capaz de produzir morbidez e levar o buscador a adentrar pelas vias ilusórias da feitiçaria, na tentativa onerosa de alcançar sobrevida consciencial. É a ilusão da identificação, que se começa a vencer pelo desapego à vida material.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: