Just another WordPress.com site

PMB

O renomado instituto Datafolha publicou pesquisa no final de 2013 que revela que a população brasileira quer votar em um partido político declarado conservador, ou seja, de direita. Essa opção de voto não existe entre as atuais legendas, que adotaram o modismo de esquerda ou centro-esquerda.

O blog do colunista Reinaldo Azevedo, da revista Veja, ironiza a situação dos partidos recém-criados. Segundo ele, “entrou para o anedotário político o PSD de Gilberto Kassab, que não é ‘nem de direita, nem de esquerda, nem de centro’. A Rede, de Marina, repete essa mesma ladainha, mas aí naquele plano etéreo em que ela flana com suas metáforas sobre sustentabilidade: ‘nem de situação nem de oposição, mas posição’. O que isso significa? Nada, ora essa! Mas parece ser uma coisa danada de profunda”.

A grande aposta das pessoas que se identificam com os valores da direita é o surgimento do Partido Militar Brasileiro (PMB), legenda que está em processo final de registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral e que deverá lançar candidatos às eleições de 2016.

Formado pela união de civis e militares, o partido tem como princípios a devolução da ordem e da moral no cenário político tão degradado por escândalos e corrupções. A sigla defende mudanças profundas na Constituição Federal, Código Penal, Código Processual Penal, Leis de Execuções Penais, Estatuto da Criança e Adolescente e demais leis.

O PMB está presente nos 27 estados da Federação e a cada dia conquista milhares de simpatizantes pelo país com sua ideologia. Esse franco crescimento da sigla está relacionado à vontade popular de ter um partido que vocalize seus anseios e valores.

Esse cenário está retratado no resultado da pesquisa Datafolha, onde a imensa maioria – o triplo -dos entrevistados é declarada de direita. Para identificar e fazer os agrupamentos ideológicos dos eleitores, o instituto fez um conjunto de perguntas envolvendo valores sociais, políticos e culturais, como a influência da religião na formação do caráter das pessoas e o entendimento sobre as causas da criminalidade.

As questões com opiniões mais divididas foram a que tratava da hipótese de pena de morte e a que avaliava a importância dos sindicatos. Metade dos entrevistados (50%) respondeu que não cabe à Justiça matar alguém, mesmo que a pessoa tenha cometido um crime grave, posição mais associada a valores de esquerda. Outros 46% disseram que a pena de morte é a melhor punição para crimes graves, ideia mais ligada à direita. Sobre os sindicatos, 48% responderam que eles servem mais para fazer política do que para defender os trabalhadores (direita). Já para 47%, eles são importantes para defender os interesses dos trabalhadores (esquerda).

 

Comments on: "Brasileiros querem um partido de direita, revela pesquisa Datafolha" (1)

  1. temos mesmo que criarmos novos partidos,que realmente estejam de acordo com os anseios do povo…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: