Just another WordPress.com site

Zero Hora

Documentos firmados entre Inter e Fifa que estabelecem o clube como responsável por entregar o Beira-Rio (e seu entorno) e disponibilizar toda a operação durante os jogos da Copa do Mundo em Porto Alegre. Entre as obrigações estão o fornecimento de água e luz, limpeza e obras ou instalações pedidas pela entidade. Um dos itens prevê que Fifa e Comitê Organizador Local (COL) podem assumir eventuais custos, como o das estruturas temporárias, exigindo do clube ressarcimento posterior — hipótese que a entidade negou em reuniões com autoridades locais responsáveis pelo Mundial.

Zero Hora teve acesso ao Stadium Agreement, documento que estabelece o acordo entre as partes e a um aditivo, ambos assinados pelo então presidente do clube, Vitorio Piffero, e por Jérôme Valcke. Os contratos foram obtidos junto ao Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Lei de Acesso à Informação.

Veja alguns dos pontos principais dos contratos

Seguro contra tudo

O Inter terá seguro no estádio contra qualquer perda ou dano, incluindo desastres naturais. Também terá seguro contra morte ou ferimentos no estádio, que devem incluir a Fifa, o COL, pessoas relacionados a ele e torcedores. O limite mínimo de cobertura é de 75 milhões de francos suíços, ou cerca de US$ 84 milhões.

Energia elétrica, limpeza e móveis

O Inter é responsável por limpar e retirar o lixo do estádio, antes, durante e depois da competição. Também deve fornecer energia elétrica, incluindo backup, para estruturas de TV, hospitalidade e unidades móveis de transmissão. Além de móveis e equipamentos indicados pela Fifa.

Mudanças e investimentos

O clube é responsável pelas conexões de acesso à internet e concorda em realizar qualquer modificação para atender aos requerimentos da Fifa. O Inter deve assegurar pelo menos oito bilheterias perto da área de acesso, além de um sistema eletrônico para checar a validade dos ingressos e das credenciais. O contrato dá permissão à Fifa para instalar estruturas para patrocinadores e mídia, que podem ser vendidas, depois ao Inter.

Operação do estádio

O Inter opera, arcando com os custos, o estádio durante a Copa, de acordo com requerimentos da Fifa. Concorda em fornecer ferramentas como empilhadeiras e contratar funcionários para as demandas da entidade. Garante que as instalações sejam operadas e mantidas pela sua equipe. Além disso, responsabiliza-se por organizar e manter as áreas de estacionamento, incluindo estruturas temporárias, como banheiros.

Fifa pode cobrar depois

No contrato, está previsto que, se o clube não fornecer algum equipamento considerado necessário pela Fifa, a entidade pode montar a estrutura e depois cobrar do Inter. Caso haja discussão, o documento prevê que seja resolvida na Câmara de Comércio Suíça, em Zurique.

Uma colher-de-chá

Na cláusula 13, do aditivo, uma boa notícia ao Inter em um contrato cheio de obrigações: a Fifa se compromete a dar ao clube ingressos para os jogos da Copa. Porém, decide sozinha o número e a localização dos assentos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: