Just another WordPress.com site

Blog da Comunicação

A sucessão presidencial deste ano está concentrada em três nomes: a presidente Dilma Rousseff (que busca a reeleição), Aécio Neves (o principal candidato da oposição) e Eduardo Campos (que tenta passar a ideia de ser a terceira via). Juntos eles somam cerca de 57% a 60% das intenções de voto nas recentes pesquisas do Datafolha, Ibope e Vox Populi. Mas eles não são os únicos na disputa. São apenas os representantes dos grandes partidos, aqueles que detêm mais poder político e maior tempo no horário eleitoral. Consequentemente, são vendidos pela mídia como as únicas opções viáveis. E os demais, como ficam nessa história?

Além do trio há outros sete pré-candidatos confirmados: Randolfe Rodrigues (PSOL), Pastor Everaldo Pereira (PSC), Eduardo Jorge (PV), José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Zé Maria (PSTU) e Mauro Iasi (PCB). Disputando as eleições presidenciais desde 2002, o PCO ainda não revelou seu candidato, mas deve entrar na corrida eleitoral. Randolfe e Pastor Everaldo são os dois nanicos que mais podem roubar votos dos três principais candidatos e até forçar um segundo turno, para alegria de Campos e Aécio.

Levy Fidelix

Senador pelo Amapá, Randolfe venceu a disputa interna no PSOL para ser candidato. Um dos parlamentares mais críticos ao PT, o senador trabalha arduamente para instalação de uma CPI da Petrobrás juntamente com os tucanos, mas ao contrário deles, também é a favor de uma CPI sobre os escândalos do PSDB no metrô paulistano. Porém, sua postura radical de sempre ir contra o Partido dos Trabalhadores também desagrada eleitores de esquerda que buscam outra alternativa a Dilma.

O Pastor Everaldo é um candidato que representa uma parte conservadora do eleitorado. Evangélico ligado a Assembleia de Deus, prega bandeiras religiosas e conservadoras com ideias de direita, como a defesa privatizações. Apoiado pelo polêmico deputado Marco Feliciano, ele também não deve fugir de debates sobre temas polêmicos, como o aborto, redução da maioridade penal e casamento homossexual, sempre adotando uma postura mais conservadora.

Os demais candidatos não devem ter votações mais expressivas. Eduardo Jorge é talvez quem mais possa conquistar votos, já que é conhecido pelos eleitores paulista tendo participado das gestões de Luiza Eundina, Marta Suplicy, José Serra e Gilberto Kassab na prefeitura da cidade. Zé Maria, Iasi e o PCO ainda representam a esquerda radical e cada vez mais longe da população. Eymael e Levy estão sempre disputando eleições, mas se tornaram mais conhecidos do público pelos seus jingles e carisma. Ninguém está prestando atenção nos “nanicos”. Porém, caso eles conquistem bons resultados, o que não é impossível tendo em vista a descrença do brasileiro com os políticos, podem gerar um segundo turno e incendiar a eleição.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: