Just another WordPress.com site

Jornal do Brasil

O desembargador João Batista Teixeira, da 3ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, negou, nesta quinta-feira (5/6), pedido de liminar da defesa do ex-governador do Distrito Federal Paulo Octavio (PP), preso preventivamente na última segunda-feira, sob suspeita de envolvimento num esquema de liberação de alvarás para construções irregulares. Paulo Octavio, ex-deputado e ex-senador, é um dos maiores empresários da construção civil em Brasília. O mérito da petição deverá ser julgado na próxima quinta-feira (12/6).

Paulo Octavio está preso no Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, em face de mandado de prisão expedido pelo juiz Wagno Antonio de Souza, da 2ª Vara Criminal de Taguatinga, cidade-satélite de Brasília. São pelo menos cinco as denúncias contra o empresário, entre as quais corrupção ativa e falsidade ideológica em documento público.

As investigações começaram no ano passado, com a deflagração da Operação Átrio, e apuram a atuação de uma suposta organização criminosa que corrompia agentes públicos para violarem normas urbanísticas e ambientais referentes a vários empreendimentos imobiliários em Taguatinga e em Águas Claras.

Além da concessão irregular de alvarás, a construção dos imóveis provocou danos urbanísticos. Um dos empreendimentos investigados é o JK Shopping, em Taguatinga Norte, erguido pelas organizações Paulo Octávio. Segundo o MPDFT, a empresa dele teria apresentado uma planta com vagas fictícias de estacionamento.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: